Por que barulho de chuva acalma e ajuda a dormir?

Imagem Por que barulho de chuva acalma e ajuda a dormir?

Você já reparou que quando ouvimos sons da natureza parece que a alma fica mais tranquila? Eu sinto isso sempre! Tenho até uma tatuagem com a palavra "chuva" para dar uma olhada nos momentos de ansiedade e lembrar do som relaxante, dos pingos caindo, assim respiro fundo e consigo me acalmar.

Os sons naturais não são bons só em momentos críticos, podem ser usados sempre que você quiser relaxar um pouquinho mais. Já fez uma massagem? Aula de ioga? Vira e mexe os áudios escolhidos para esses contextos de tranquilidade são barulhos de rios, ondas do mar, vento nas árvores ou passarinhos cantando.

Mas por que os sons da natureza nos tranquilizam?

Existem diferentes hipóteses para desvendar esse mistério. Uma das ideias é que esses barulhos ocultam outros ruídos irritantes, mas também pode ser o fato de que tais sons nos tiram da nossa realidade.

Calma, não é sobre teletransporte, mas funciona como um. Acontece que quando você ouve barulho de chuva, por exemplo, você induz o cérebro a um estado mental de relaxamento ao despertar as memórias que você relaciona com esse som, explica Fabio Porto, neurologista do Hospital das Clínicas da FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo).

Você pode relacionar dias chuvosos com o conforto do seu sofá, cobertores, chocolate quente, um pijama confortável ou um fim de semana em uma casa de campo. As associações soam melhores e mais acolhedoras do que a situação em que você realmente está, e acabam tranquilizando você.

"Você sai daquele lugar de nervoso e leva a mente para um ambiente calmo. Por sua vez, a ambientação influencia nosso estado de humor e ansiedade, nesse caso, nos acalmando. O som te tira de um lugar de estresse e te remete a um lugar com paz", explica Porto.

Outra tese é que os sons naturais são efetivos em sobrepor ruídos do ambiente e nos blindam de barulhos que nos incomodam e trazem irritabilidade. Eu, por exemplo, passei a deixar uma playlist com músicas de diversos contextos --que vão de trovoadas até uma manhã no campo --, para os períodos em que preciso me concentrar em escrever uma reportagem, mas meus colegas da redação estão empolgados contando como foi o fim de semana.

"Nós chamamos de ruído branco. Ao dormir, por exemplo, pode ser ruim ficar ouvindo barulho de trânsito na rua, grito do vizinho, a televisão ligada na sala... Se você coloca um ruído branco, sua mente foca naquele som e não ouve mais os barulhos que atrapalhavam a concentração e o relaxamento", afirma Luciana Palombini, especialista em medicina do sono e médica do Instituto do Sono de São Paulo. Os barulhos de chuva ou de lareira são gostosos, relaxam, e ainda neutralizam a poluição sonora a sua volta.

O ruído branco é um sinal sonoro que contém todas as frequências na mesma potência, fazendo com que o limiar auditivo atinja seu nível máximo, o que significa que, na presença desse tipo de som, os estímulos auditivos mais intensos têm menos capacidade de ativar o córtex cerebral. Isso explica, por exemplo, por que algumas pessoas conseguem pegar no sono mais rápido ao ouvir tais sons.

É claro que a técnica não funciona com todo mundo. Podem existir pessoas que não gostam dos barulhos da natureza por associarem a memórias ruins e então nenhum som desses ajudará a relaxar. Caso não seja chegado a trovões, tentar ouvir música clássica pode ser uma alternativa.

Fonte: Uol - Viva Bem