Orientações Pré-Cirúrgicas
  1. Na semana que antecede o procedimento, evite alimentos não habituais e exercícios físicos intensos, além de exposição ao sol;
  2. Mantenha o uso de medicamentos de rotina (hipertensão, diabetes, colesterol, antidepressivos);
  3. Caso apresente algum sintoma, tais como: tosse com secreção, febre, mal estar, náusea, falta de ar ou dor nas articulações, comunique a equipe médica pois será necessária uma avaliação prévia à cirurgia;
  4. Tente descansar;
  5. Evite alimentos de difícil digestão ou bebidas alcoólicas;
  6. Separe todos os exames realizados com antecedência para evitar esquecer de levá-los para o hospital, tais como: Tomografia computadoriza, ressonância magnética, exames de sangue, raio X, eletrocardiograma. Não esqueça os filmes e imagens radiológicos, pois são de extrema importância durante o procedimento cirúrgico;
  7. Prepare uma pequena mala com itens pessoais (escova de dentes, duas trocas de roupa, etc);
  8. É obrigatório o jejum absoluto de 8 horas, antes da cirurgia, inclusive água, balas e chicletes;
  9. Recomenda-se a permanência de um acompanhante durante toda a internação;
  10. Medicamentos que afetam a coagulação devem ser suspensos com antecedência, portanto comunique a equipe médica para uma adequada programação, entre eles:
    • Aspirina, AAS
    • Diclofenco, Cetoprofeno, Nimesulida, Meloxican
    • GinkogoBiloba
    • Clopidogrel, plavix
  11. Não utilize cremes, maquiagem e, principalmente, esmaltes.
Orientações Pós-Cirúrgicas

Após as cirurgias otorrinolaringológicas, recomenda-se um repouso relativo de 5 a 10 dias e deve-se evitar:

  1. Exposição ao sol;
  2. Permanecer em locais quentes ou abafados;
  3. Banhos quentes e prolongados;
  4. Esforços e atividades físicas;
  5. Alimentos quentes e duros, para cirurgias de garganta;
  6. Repouso vocal, para cirurgias de pregas vocais.

Nas cirurgias nasais, pequenos sangramentos ou secreções sanguinolentas são habituais, pois com uso da técnica de cirurgia Endoscópica, não são utilizados tampões. Contudo, sangramentos contínuos ou volumosos não são comuns.

Nas cirurgias de garganta o incômodo e desconforto para alimentar-se são inevitáveis, porém a dor deve ser suportável e, para tal, é de extrema importância o uso correto dos medicamentos e que os horários específicos das medicações sejam respeitados, conforme determinado pelo médico. Hidratação adequada ajuda no controle da dor.

A alimentação nos primeiros dias deve ser de consistência pastosa e/ou macia e à temperatura ambiente. Alguns alimentos que, habitualmente, tem boa aceitação são:

  1. Arroz amassado com caldo de feijão;
  2. Purê de batata com uma pequena porção de carne moída;
  3. Sopas, Cremes e Caldos. As sopas podem ser feitas com legumes, desde que bem cozidos e em pequenos pedaços, podendo ser adicionado macarrão e pequenas porções de carne moída e/ou frango desfiado;
  4. Sorvetes, gelatinas e arroz doce.