Cirurgia Endoscópica

Cirurgias vídeo assistidas com a utilização de câmeras alta resolução que permitem uma cirurgia minimamente invasiva e possibilita a hemostasia (cauterização) direta logo após a cirurgia, eliminando a necessidade de tampões ou curativos internos para controle de sangramentos. Com esta tecnologia é realizada o tipo de cirurgia denominada FESS (Functional Endoscopic Sinus Surgery).

 

Coblator (plasma energy)

O Coblation é utilizada principalmente em cirurgia das amigdalas.

Esta tecnologia consiste na ablação do tecido através de um plasma produzido por uma fina camada salina ionizada que rompe as ligações moleculares sem produzir calor, o que limita a penetração térmica com o mínimo de dano aos tecidos adjacentes. Além do que, com esta tecnologia existe menor lesão às estruturas e menor sangramento, o que diminui o tempo de internação, tornando a recuperação mais rápida e menos dolorosa ao paciente.

 

Eletrocautério

Para que o paciente possa ficar sem qualquer tampão ou curativo dentro do nariz após a cirurgia é necessário realizar cauterização da região operada. Esta cauterização é feita através de um equipamento chamado eletrocautério.

A corrente elétrica, ao percorrer o organismo, produz calor que provoca a coagulação.

 

Hemostáticos

O sangramento durante procedimentos cirúrgicos aumenta o tempo operatório, anestésico, além de comprometer a visibilidade do cirurgião, o próprio procedimento e aumentar o risco cirúrgico.

O uso de agentes tópicos hemostáticos é guiado por indicações precisas, fornecidas principalmente por resultados de estudos experimentais e clínicos.

Os principais hemostáticos são:

  • Esponja de Gelatina;
  • Celulose Oxidada;
  • Colágeno Microfibrilar;
  • Matriz selante de gelatina;
  • Hidrogéis.

Os hemostáticos associados à cirurgia endoscópica permitem que o paciente permaneça sem qualquer tampão ou curativo nasal no pós cirúrgico.

 

Laser

O laser é um tipo de luz com determinadas caraterísticas que possibilitam uma concentração de energia com grande precisão.

Para abordagens cirúrgicas, a precisão é fundamental.

O laser possui indicações precisas, principalmente, em tumores benignos e malignos da laringe, assim como casos de revisão cirúrgica nasal.

Os casos com indicação desta tecnologia são individualizados para que se possa obter os melhores resultados.

 

Neuronavegador

O termo Neuronavegador/neuronavegação consiste em um conjunto de tecnologias, que realiza a monitorização cirúrgica tridimensional em tempo real, e permite um contínuo rastreamento dos instrumentos cirúrgicos em relação à anatomia do paciente, proporcionando ao cirurgião orientação adicional e uma abordagem mais precisa e detalhada da doença, o que auxilia para uma cirurgia segura e minimamente invasiva.

Trata-se de um equipamento composto por: computadores, sensores de posição, fixadores de referência estática, marcadores estáticos, software de reconstrução tridimensional de imagens médicas e instrumentais cirúrgicos específicos para neuronavegação com marcadores de referência dinâmica.

 

Shaver

O shaver ou microdebridador é um instrumento cirúrgico provido de lâmina de alta rotação acoplado a um aspirador. Este equipamento é utilizado principalmente nas sinusectomias e, com a sua utilização, ocorre uma sensível redução do tempo anestésico e cirúrgico, pois reduz o sangramento intra-operatório, comparado com as técnicas convencionais, além de aumentar a precisão cirúrgica.