A respiração oral persistente pode trazer alterações permanentes e irreversíveis, principalmente quando ocorre durante a fase de crescimento.

Entre as causas de respiração oral: rinite alérgica, desvio septo, aumento de adenoide e/ou amígdalas e aumento das conchas nasais.

 

As principais alterações decorrentes da respiração oral são:

  1. Encurtamento de lábio;
  2. Alterações dentição e palato;
  3. Aumento da gengiva;
  4. Olheiras;
  5. Redução do olfato;
  6. Mastigação ruidosa;
  7. Roncos e apneia;
  8. Alteração de concentração, atenção e memória;
  9. Alteração do rendimento escolar;
  10. Sonolência diurna.

Você pode se interessar por: